Muitos de nós nos considerados caridosos e amorosos, certo?!  É interessante, e muito gostoso, passear e se divertir, mas quando encontram-se pessoas que necessitam de nossa ajuda, simplestente “viramos as costas” à elas.

Como de costume, em meu passeio hoje, encontrei um jovem de 13 ou 14 anos talves, que nos pediu dinheiro para comprar algo para comer. Dinheiro? Nãnãninãnão, isso eu não faço nem com reza brava e nem por decreto, porém estávamos lanchando no Habbib´s e eu disse à minha amiga: “Vai com ele ao balcão e deixa ele escolher o que quizer para comer e beber”.  Os olhos do garoto brilharam quando viu seu sanduíche chegar e ele, com TODO SER HUMANO e CIDADÃO que é, degustou calmamente o que havia escolhido.

Isso me faz um “Madre Teresa”? Não! Isso me faz uma cidadã!

A VIDA É COMO UMA SALA DE ESPECTÁCULOS: ENTRA-SE, VÊ-SE E SAI-SE.

Pitágoras

Faça o bem, sem olhar a quem.

Até a próxima!

Anúncios